POR QUE O MÉDICO VETERINÁRIO DEVE EMPREENDER

Um dos grandes problemas do médico veterinário, no Brasil e Mundo, e de muitos profissionais da área da saúde é o fato de que ele, ao tomar conta da vida dos outros seres, ao se preocupar tanto com a vida do outro, acaba esquecendo a sua própria. Seja do ponto de vista físico de se cuidar, fazer exercícios; ao ponto de vista espiritual de cuidar da sua própria essência, seus valores morais e espirituais. Em sua maioria, os profissionais deixam de lado sua vida por falta de tempo, já que a vida profissional é altamente exigente em matéria de doação e resultados. O estresse acaba por vir em consequência disso tudo e em muitas das vezes vem associadoà Síndrome de Burnout, que é “a Síndrome do Esgotamento Profissional” , onde o profissional, devido ao trabalho continuado e pressão que é submetido por longo período, passa a ter uma perda de interesse no trabalho, sentimentos de esgotamento, irritabilidade e baixa autoestima; levando muitos também a depressão e suicídio.

Ana Stela Fonseca

Segundo https://www1.folha.uol.com.br/blogs/saude-mental/2023/04/84-dos-veterinarios-se-sentem-deprimidos-ansiosos-e-irritados.shtml  84% dos médicos veterinários se sentem deprimidos, ansiosos e irritados e, ainda segundo o CDC – Center of Disease Control nos EUA, a taxa de suicídio entre os médicos veterinários é 3,5 vezes mais alta do que a população em geral no mundo todo https://www.crmvpb.org.br/taxa-de-suicidio-e-35-vezes-mais-alta-entre-veterinarios-e-crmv-pb-lanca-acao-de-cuidados-com-saude-mental/.

Como fazer para que, se consiga estudar, fazer dinheiro suficiente para pagar as despesas normais de qualquer casa, família e ainda sobrar um dinheiro para guardar e investir em cursos e livros, para sempre atender melhor seus pacientes, e ainda estar de cara feliz e corpo saudável?

Com certeza, esta é uma das tarefas mais difíceis na vida de um profissional da Medicina Veterinária, afinal nós somos médicos de animais (esse o verdadeiro significado da palavra e motivo pelo qual a autora dá ênfase ao nome completo da profissão).

Neste caso, podemos fazer jus a várias possibilidades antes de se chegar ao desequilíbrio ou doença. Aí vão algumas dicas:

  • Tenha um tempo somente para você:  acorde mais cedo, nem que seja 10 minutos, e faça algo que você goste como ler um livro, assistir um vídeo para dar uma boa risada, ouvir uma música, ou quem sabe fazer uma aula de canto(existem várias aulas de graça no YouTube) ou ainda fazer exercício (existe um grupo de três exercícios estudados na Universidade de Oxford que duram apenas 5 minutos e podem lhe dar uma boa forma física e mental).

     
  • Estabeleça um dia na semana de descanso para ficar longe do celular, do computador e de todos os problemas. Se você ainda não tem um dia inteiro, faça meio dia duas vezes na semana, se possível, mas desligue completamente do seu trabalho!

  • Cultive o seu eu interior! Todos somos indivíduos únicos em essência. Se você tem ou não uma religião, não importa. O que importa, e você sabe disso porque estudou a fisiologia, a anatomia..., é que somos seres divinos, etéreos, supremos - a palavra que queira usar - que indique o quanto somos seres maravilhosos em busca de um caminho de luz. E como diz o Meu Mestre, que pode ser o seu ou não, “deixai brilhar a vossa luz”.Deixe essa luz divina enorme sair de dentro de vocêe você encontrará muito mais satisfação nos seus dias, como encontrará energia positiva para lhe ajudar a continuar.

  • Aprenda a meditar, aproveite aqueles 10 minutos que você está acordando mais cedo para ficar em posição de pernas cruzadas, ou apenas sentado com a coluna ereta e respire profundamente, prestando bem atenção em sua respiração.Assim você conseguirá acalmar sua mente e buscar uma energia maior do universo – ou chi universal – como dizem os orientais; afinal a respiração é o nosso primeiro e principal alimento – ou você já viu algum organismo vivo, provido de corpo material neste planeta, que viva sem respirar?!

  • E por último, e talvez uma das principais dicas: pense no outro, faça caridade, tire um dia na semana, no mês para fazer um trabalho voluntário, ajudar o outro! Você se sentirá tão melhor ao ver que seus problemas são tão pequenos, em saber que você pode, apenas com um sorriso, uma palavra, transformar a vida de uma pessoa. E, com certeza, transformará a sua vida para melhor!

Siga estas dicas e sua vida irá melhorar um pouquinho a cada dia, e para aqueles que gostam de praia, lembre-se que cada grãozinho daqueles é importante para formar o todo!

Você já pensou em ressignificar sua vida? Já pensou em rever tudo que tem vivido e torná-la melhor?

Ou você pensa em manter sua vida como está porque você está satisfeito com ela?

Dê uma olhada nos pontos abaixo, reflita e se responda se sua vida está realmente onde deveria estar ou se você ainda é capaz de fazer mais e melhor (trechos tirados do livro Ressignificar - de autoria de Ana Stela Fonseca disponível na Amazon).

O FOCO SÓ É OBTIDO COM DISCIPLINA!

A verdade é que a disciplina, muito negada nas escolas no nosso país e na educação nos dias de hoje e muito bem exercitada nos quartéis e instituições de ensino militar, tem um fundamento básico na busca e obtenção de uma realização que não é comum à nossa vida diária.

Muitas vezes estamos certos de continuar nossos propósitos e buscas, mas infelizmente a vontade está desvinculada da disciplina, e naqueles dias, como vimos antes, em que a motivação não sai da cama junto com você, você fica pensando em desistir ou vem na sua cabeça como é difícil começar, continuar e terminar um novo propósito...

O OUTRO LADO DA VISÃO!

O efeito manada, ou seja, aquela capacidade que temos de ir atrás dos outros, como se tudo fosse igual para todos, durante um tempo funciona, depois vem a inquietude, a insatisfação, o vazio interior que, muitas vezes, nos leva a depressão, a pensarmos que somos incapazes de realizarmos algo, a insatisfação interior de quem não está usando “as ferramentas que trouxe consigo” nessa vida para ajudar a evolucionar o mundo.

Já se perguntou quem você seria se não fosse você mesmo? Quais seriam os caminhos que teria seguido se não tivesse seguido essa ou aquela opção ou atitude? Será que estaria aqui e agora visualizando e pensando nesse livro, nessas dificuldades, as mesmas que está passando e vivendo agora, ou será que você estaria em um degrau, maior ou menor?

 

Por Ana Stela Fonseca
CRMV-RJ 5986 

Clube NAM - Natural Animal Movement

Ana Stela Fonseca

Médica Veterinária
CRMV-RJ 5986
        

+55 21 98375-4007

Carrinho de compras
×